caio

Um mundo de procuras e espantos

Caio Fernando Abreu morreu em fevereiro de 1996, aos 48 anos de idade. Já tinha conquistado o reconhecimento do público e da crítica como autor de uma obra consagrada entre as principais realizações da Literatura brasileira das últimas décadas do século XX. Mas, em comparação a outros escritores, o que o torna uma figura singular entre os grandes nomes da Literatura nacional é o ponto de vista adotado para abordar as mazelas humanas. Continue

ademir-furtado-quadro-negro-erro-errar-humano-herrar-umano-educação-ensino-professor (1)

Herrar é umano

Às vésperas do dia do professor, resolvi fazer um relato de algumas anotações de leituras realizadas ao longo de tempos. A começar por um exemplar da literatura gaúcha, uma dessas obras que a gente aprecia mais pelo valor histórico do que pelas qualidades estéticas.
A narrativa conta a história de uma família, e em algum momento, perto do desfecho, todos os personagens importantes da trama se encontram, numa espécie de acerto de contas. A cena é muito tensa, dramas familiares, muita choradeira, fortes emoções. Até que o narrador assume o controle e estanca aquele fluxo de lágrimas com a seguinte frase:
‘HOUVERAM alguns momentos de silêncio” Continue